Fechar

5 dicas para conviver bem com a intolerância ao glúten

A intolerância a glúten é um termo cada vez mais presente em notícias, rodas de conversa e buscadores de pesquisa na internet, não é mesmo? Diferentemente do que ocorre com quem tem doença celíaca, pessoas intolerantes ao glúten não são consideradas como pacientes graves, mas ainda são incapazes de processar adequadamente essa proteína, o que causa inúmeros desconfortos, como gases, diarreia, dores e inchaço ao ingeri-la.

Nessa situação, a solução é manter-se distante dos alimentos que contenham esse componente. Ainda que pareça difícil, é importante destacar que é possível viver de maneira saudável e confortável com esse problema. Basta aplicar algumas dicas simples no dia a dia. Ficou curioso? Acompanhe a leitura e confira!

Produtos Sem Lactose é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos sem lactose e sem lácteos do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Sem Açúcar é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos sem açucar do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Veganos é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos veganos do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Sem Glúten é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos glúten do país. Encontre Schãr, Aminna, Belive, Casarão e outras marcas que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Conheça a OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos saudáveis do país. Encontre snacks, alimentos a granel, suplementos e outros produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Conhecer
Como a intolerância a glúten afeta sua vida

O glúten é uma proteína encontrada no trigo, cevada, centeio e seus derivados. A intolerância a essa substância surge quando o organismo tem dificuldades de processá-la devido à falta de uma enzima. Desse modo, para quem convive com a intolerância a glúten, cortar essa proteína da dieta é uma condição necessária para manter a saúde e o bem-estar na rotina.

O principal sintoma da intolerância a glúten é a diarreia crônica, a qual chega a durar até quatro semanas. Também é possível o surgimento de aftas bucais e desconforto abdominais ocasionados pela sensibilidade a essa substância. Geralmente, o diagnóstico pode durar meses, considerando que é realizado com base em uma análise minuciosa da presença de anticorpos específicos, aplicação de dieta isenta de glúten e biópsia intestinal.

5 dicas para uma rotina saudável

Ainda que você conviva com a intolerância a glúten ou tenha pessoas próximas com essa condição, é importante ter uma atenção especial na elaboração de alimentos e higienização do ambiente e utensílios domésticos utilizados na cozinha, conforme pode acompanhar nas dicas a seguir:

1. Fique atento na hora de preparar os alimentos

Preparar alimentos sem glúten é uma responsabilidade séria. Além da própria dieta ser mais complexa, pessoas com intolerância a glúten podem ficar indispostas quando ingerem uma quantidade mínima do elemento.

Por isso, tenha muita atenção com relação ao local no qual será preparado o alimento. A bancada da cozinha, por exemplo, deve estar devidamente higienizada para que não tenha resquícios de produtos com glúten.

O mesmo vale para os utensílios domésticos. Sabe quando a sua assadeira antiaderente tem um arranhão e você não limpa o recipiente corretamente? Aquela quantia imperceptível é o suficiente para causar grandes efeitos colaterais.

Na produção de alimentos, tome cuidado para não preparar alimentos sem glúten na mesma superfície usada para preparar alimentos com glúten, a menos que a superfície tenha sido completamente higienizada. Caso contrário, o local pode ainda conter pedaços microscópicos de glúten.

Outra forma de contaminação cruzada que pode acontecer é sobre a própria mesa de refeição. Por isso, mantenha as refeições e aperitivos sem glúten separados dos outros alimentos. Por exemplo, deixe o pão longe do prato de quem tem intolerância a glúten, pois as migalhas podem cair na comida sem glúten.

2. Leia sempre o rótulo dos produtos

legislação brasileira obriga os fabricantes da indústria alimentícia a informarem no rótulo do produto a presença do glúten. Por isso, é importante prezar por adquirir produtos frescos e que tenham sido embalados na fábrica, assim é possível verificar se há glúten ou não.

Lembrando que um produto sem farinha, não significa que não contenha glúten em sua composição. De qualquer forma, é fundamental não ingerir produtos que tenham malte, trigo, centeio, aveia, amido e cevada em sua composição.

3. Tenha seus próprios alimentos

Muitos que seguem uma dieta sem glúten podem se sentir um pouco constrangidos em comer na casa de parentes ou outras pessoas uma vez que necessitam de uma atenção especial no cardápio.

Se essa é a sua situação, uma boa estratégia é ter e levar consigo, quando possível, os próprios alimentos. Isso porque o compartilhamento maximiza as chances de você ingerir resíduos que contenham glúten.

O essencial é se sentir confortável na hora da refeição, seja onde for. Às vezes, você pode até comer um ingrediente com glúten por respeito ao anfitrião, mas as consequências serão terríveis depois. Pense primeiramente na sua saúde e aceite sua condição.

4. Faça substituições inteligentes

Embora muitas pessoas acreditem que não ingerir glúten é sinônimo de ter que deixar pães e massas de lado, a realidade não é essa. Existe uma série de alternativas no mercado que são excelentes para substituir a farinha de trigo, como a farinha de tapioca.

Esse ingrediente pode ser encontrado facilmente em vários supermercados, destacando que a farinha de tapioca também é conhecida em alguns locais do país como fécula de mandioca ou polvilho doce.

Outras farinhas que podem ser utilizadas em sua dieta são: farinha de arroz integral, fécula de batata, farinha de milho, amido de milho ou farinha de soja. Além disso, com o fácil acesso à internet, é possível encontrar um universo de receitas que não levam glúten.

5. Coloque em prática um cardápio saudável

Descobrir intolerâncias alimentares é também uma oportunidade para rever os hábitos alimentares diários, encontrando alternativas saborosas e saudáveis que consigam suprir as necessidades alimentícias diárias.

Uma dica é refletir sobre as frutas que você mais gosta e comprá-las semanalmente. Invista em cereais integrais sem glúten e passe a ingeri-los e aposte nas oleaginosas, como amendoim, castanha e nozes para consumir no intervalo das refeições principais.

Ainda que seja um pouco difícil de seguir uma dieta sem glúten, por ter de eliminar muitos alimentos que são comuns ao dia a dia de muitas pessoas, é fundamental seguir corretamente para não enfrentar os efeitos colaterais da intolerância. No entanto, é importante saber que existem maneiras de fazer alguns alimentos com ingredientes livres de glúten. Abaixo você pode ver um plano alimentar simples:

  • café da manhã: pão com manteiga sem glúten, acompanhado de leite. Você também pode substituir o pão pela tapioca;
  • almoço: arroz com filé de frango grelhado e salada de alface, tomate e repolho roxo. Para temperar a salada, utilize azeite e vinagre. Já na sobremesa, prefira uma fatia de melancia;
  • lanche: vitamina de morango com amêndoas, ou uma colher cheia de chia;
  • jantar: batata cozida com filé de pescada, acompanhado de brócolis cozidos e temperados com vinagre. Se você costuma beber algo, tome um suco de limão.

É bom saber que se você tem intolerância a glúten, é imprescindível consultar um nutricionista especializado para acompanhá-lo nessa jornada e criar uma dieta específica para que você possa ter saúde, sem deixar de comer o que gosta. Além disso, é extremamente importante priorizar o cálcio, vitamina C, ferro e fibras em sua dieta.

Como pode ver, as estratégias para ter uma vida saudável são bem simples! Então, se você tem intolerância a glúten e não resiste a uma boa massa, leia agora mesmo esse texto “Macarrão sem glúten: confira tipos e marcas” e incremente ainda mais o seu cardápio!

Comentários

Comentário

Fechar