Fechar

Kefir, benefícios para intolerantes, uso e cuidados

Você já ouviu falar em kefir? É um produto que dá para fazer em casa, faz bem à saúde e é bem simples de usar. A bebida ainda é desconhecida do grande público, e mesmo quem já a conhece, às vezes não entende totalmente o seu funcionamento.

Por isso, neste texto vamos explorar as vantagens do consumo do kefir de leite para os intolerantes ou para quem tem alergia ao leite de vaca, bem como explicar as origens e a ação do produto no organismo. Veja a seguir!

Produtos Sem Lactose é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos sem lactose e sem lácteos do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Sem Açúcar é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos sem açucar do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Veganos é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos veganos do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Sem Glúten é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos glúten do país. Encontre Schãr, Aminna, Belive, Casarão e outras marcas que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Conheça a OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos saudáveis do país. Encontre snacks, alimentos a granel, suplementos e outros produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Conhecer
O que é o kefir?

O Kefir é um leite fermentado, rico em uma colônia de micro-organismos, composta por lactobacilos e leveduras, usadas por muitos intolerantes para ajudar o organismo — principalmente o intestino — a alcançar o equilíbrio.

Para quem tem intolerância a lactose e alergia ao leite, é possível utilizá-lo para fazer alimentos e bebidas probióticas, que oferecem benefícios e auxiliam na reconstrução da flora intestinal.

De onde veio o kefir?

O Kefir é conhecido por vários nomes, alguns bem curiosos, como grãos do profeta Maomé, cogumelos tibetanos ou cogumelos de iogurte, além das variações da palavra, como quefir, kephir, kefer, kiaphur, knapon, kippi e kepiand. A palavra kefir, no entanto, se origina do termo em turco keif, que significa bem-viver ou bem-estar.

A origem do kefir mais aceita pelos historiadores é a de que a bebida foi descoberta há mais de mil anos pelos pastores das montanhas do Cáucaso. Acredita-se que os caucasianos carregavam o leite em bolsas de couro, o que às vezes ocasionava a fermentação. A partir daí eles descobriram como o leite fermentado trazia benefícios para o corpo e passaram a utilizá-lo para tratar problemas no intestino.

No entanto, a história passada de geração em geração pela tradição oral é bem mais emocionante! Os caucasianos contavam que tinham ganhado os grãos diretamente do profeta Maomé, após dizer tê-los recebido diretamente de Alá. Por causa disso, às vezes o Kefir também é referido como o milho do profeta.

Quais são os tipos de kefir?

O kefir de leite é o mais tradicional e conhecido dos produtos. A fermentação ocorre quando os micro-organismos se alimentam dos açúcares do leite animal. Ele não deve ser usado por intolerantes e alérgicos, que podem optar pelo kefir de água.

Esse apresenta os mesmos benefícios do feito a partir do leite, mas não oferece problemas para os intolerantes ou alérgicos. Essa variação se alimenta de glicose e, por isso, é necessário adicionar açúcar na água para ele fermentar.

Esse mesmo kefir de água pode também ser feito com leite de coco no lugar do açúcar. Assim, ele se alimenta das gorduras e fica bem gostoso para quem não pode nem pensar em consumir leite e derivados. Vale lembrar que, se for usar o leite de coco, não é necessário adicionar açúcar.

Como fazer o kefir com leite de coco?

Para fazer o kefir com o leite de coco, separe uma porção dele e coloque dentro do líquido. Deixe essa mistura em repouso para fermentação fora da geladeira, de 24h a 36h. Após esse período, coe os grânulos do leite. Use sempre um coador de plástico para evitar a contaminação do kefir.

Não esqueça de deixá-lo em temperatura ambiente e coberto por gaze ou voil. Dessa forma, você mantém o produto protegido contra insetos e poeira, mas permite que ele fique em contato com o ar — isso é muito importante para que ocorra a fermentação. Caso queira inativar o seu kefir por algum tempo, é só colocá-lo no freezer por até três meses. Dessa forma, ele irá hibernar.

Se você não tem nenhum tipo de intolerância à lactose ou alergia, dá para fazer com o leite de origem animal. O ideal é usar o tipo “in natura”, depois de fervê-lo. Se não encontrar essa opção, pode usar os leites nas versões integral, semidesnatado e desnatado.

Como adquirir o kefir?

Existe uma tradição muito legal ligada ao Kefir: a de doação. Uma vez que os grãos de Kefir se multiplicam rapidamente, virou uma prática bastante comum doar os excedentes para aquelas pessoas que querem começar a própria cultura.

Se não conhece ninguém que possa doar para você, não se preocupe! Existem vários grupos no Facebook para doação de kefir, e não é difícil encontrar alguém por perto.

Como cuidar dele?

Com o kefir em mãos, é preciso saber como cuidar dele para que ele não morra (sim, eles são micro-organismos vivos e podem morrer se não receberem os cuidados corretos). Entretanto, pode ficar tranquilo: cuidar dele não é como tomar conta de um bichinho de estimação. Na verdade, é bem mais fácil do que você imagina.

Se você recebeu os grãos em mãos, é preciso adicionar um copo de leite (de 200 ml a 250 ml) para cada colher de sopa de grãos, deixando fermentar em temperatura ambiente por 24 h. Depois disso, você pode coá-lo — o Kefir estará coagulado.

Já se os grãozinhos chegarem pelo correio, é necessário esperar passar o período de estresse, que pode levar de dois a quatro dias. Durante esse tempo, você deve coar a cada 24 h e trocar o líquido. Após alguns dias, o leite deverá ter um cheiro semelhante a de um iogurte, além de aparência de uma coalhada.

Já o kefir de água precisa de açúcar (dê preferência ao mascavo, pois é mais saudável e tem mais gordura digerível) para promover a fermentação. É preciso adicionar meia colher de chá de açúcar na água filtrada e deixar fermentar entre 24 h e 48 h (sempre utilize água filtrada, caso contrário pode haver contaminação).

Para cada colher de chá de kefir, adicione meia colher de chá de açúcar. Quando o líquido estiver pronto, escorra a água e coloque-a em um recipiente. Depois, preencha o pote em que seu kefir está com mais água e acrescente o açúcar novamente.

Não se esqueça de nunca deixá-lo sem líquido, pois ele é o alimento da colônia de micro-organismos e, sem isso, pode morrer. Lembre-se de que o líquido é o que deve ser consumido — recomenda-se a ingestão de 100 ml dele por dia.

Qual a melhor temperatura para o kefir?

Existem muitos cuidados na preparação do produto e a temperatura ambiente pode ser um fator determinante no tempo de cultivação do kefir. Em um ambiente mais frio, o tempo para a fermentação tenderá a ser maior. Já em temperaturas entre 25 e 35 graus os resultados geralmente são mais rápidos.

Nos locais mais frios, a fermentação ideal pode levar até 3 dias. Se passado esse tempo o kefir não estiver no ponto esperado, o melhor é descartá-lo e fazer todos o processo novamente. Para isso, peneire os grãos e adicione um novo leite para manter os benefícios do produto.

Como usar o kefir?

É possível consumir o resultado do kefir puro, mas existem pessoas que não gostam muito do sabor natural e inovam ao usá-lo em outras receitas ou no preparo de sucos, vitaminas e smoothies.

Quando colocado no leite de coco, o kefir produz iogurte vegetal, que também pode ser usado no preparo de receitas de doces e bebidas. O mais legal disso tudo é que você pode utilizá-lo para culinária e preparar comidinhas saudáveis e deliciosas, sem nada de lactose.

Uma dica importante é começar a consumir o kefir em pequenas quantidades para que o corpo tenha o tempo adequado para se adaptar a ele sem apresentar reações adversas. Você pode começar com 100ml por dia e aumentar a quantidade aos poucos. Lembre-se sempre de prestar atenção aos sinais que o seu corpo vai mandar.

Quais são os benefícios do Kefir?

O kefir tem grandes quantidades de micro-organismos que fazem bem para a manutenção e a promoção da saúde. O de leite, por exemplo, é uma grande fonte de nutrientes e rico em vitaminas B, K e D.

As vitaminas do complexo B atuam no regulamento do funcionamento dos rins, do fígado e do sistema nervoso, além de fazer bem para a pele e aumentar a disposição do corpo. O kefir de leite também é rico em minerais, como ferro, zinco, cobre e manganês, que são importantes para a saúde do sistema nervoso.

Já o de água não é tão rico em nutrientes como o de leite, por ser feito apenas com o açúcar e a água em si. No entanto, na segunda fermentação, é possível adicionar outros ingredientes, como figos secos, passas, maçã e vegetais para que ele absorva os nutrientes dessas frutas. Veja a seguir os principais benefícios do kefir.

Equilibra a flora intestinal

As leveduras, bactérias do bem e lactobacilos presentes no kefir auxiliam no combate de crises de colite, além de outras patologias relacionadas ao cólon. Eles ajudam no ataque às bactérias que podem ser nocivas ao intestino, e trabalham para melhorar sintomas de diarreia, constipação intestinal e inflamações.

Fortalece o sistema imunológico

O kefir ajuda o sistema imunológico quando está em desequilíbrio e, por isso, mais suscetível a doenças oportunistas, como alergias e candidíase.

Reduz problemas estomacais

O produto ajuda a reduzir o excesso de acidez estomacal e pode trazer benefícios para as pessoas com problemas, como gastrite, úlcera, refluxo, entre outros.

Tem propriedades antibacterianas

O kefir é um agente antibacteriano e ajuda no combate a bactérias, como salmonella, E. Coli e Helicobacter Pylori.

Auxilia em problemas hepáticos

O ingrediente tem um importante papel no controle da produção da bílis no fígado. Ele também pode auxiliar os indivíduos com casos de hepatite.

Previne a osteoporose

Por ser rico em cálcio, o kefir de leite pode ser um excelente aliado na prevenção da osteoporose.

Ajuda a melhorar problemas respiratórios

Essa é mais uma das propriedades do kefir. O consumo regular ajuda a melhorar crises de doenças respiratórias, como asma, bronquite e tuberculose.

Contribui para o tratamento de problemas emocionais

O kefir tem a substância triptofano, que estimula o cérebro para a produção de endorfinas e de serotonina. Dessa forma, pode ajudar em casos de depressão e ansiedade.

Trata problemas dermatológicos

O kefir tem muitos benefícios que vão além dos apontados para a saúde do intestino. Ele tem propriedades para manter a pele, o cabelo e as unhas sempre saudáveis.

Beneficia os músculos

Ele é um produto rico em proteína e pode ajudar na construção muscular, além de aumentar a absorção de glicose das células musculares, que auxiliam no rendimento físico.

Favorece o emagrecimento

O kefir ajuda no processo de digestão e facilita a metabolização de gordura. É um produto rico em proteína e baixo teor calórico.

Como você pôde perceber, quase todos os benefícios estão relacionados ao bom funcionamento do nosso intestino. Parece até que o kefir foi feito exatamente para pessoas intolerantes ou com algum tipo de alergia, não é mesmo?

Por isso, faça o teste. Todos esses benefícios apresentados aqui são reais! No entanto, é fundamental manter uma rotina saudável e seguir as regras de conservação corretamente.

Quais são as contraindicações do Kefir?

As versões de kefir de água e de leite têm propriedades diferentes e, portanto, a ingestão de cada um deles pode causar reações diferentes. O kefir de água é mais ácido, então o corpo precisa se adaptar ao consumo. No início, a acidez pode causar refluxo, sensação de azia ou até diarreia.

Já o kefir de leite pode ocasionar indigestão em quem tem gastrite ou refluxo, motivada pela alta concentração de cálcio.

Vale ressaltar ainda a importância de ter cautela com manejo e armazenamento do produto para não contaminá-lo. Como o kefir é uma bebida fermentada e que fica fora da geladeira, o risco de contaminação existe como em qualquer outro alimento. Se você sentir que ele está com aparência estranha ou cheiro e gosto muito azedos, o melhor é recomeçar do zero.

Para quem já tem algum problema intestinal, o mais indicado é procurar um médico antes de começar a consumir o kefir, pois os probióticos podem interagir com a sua flora intestinal natural. Depois de alguns exames fica mais fácil saber qual é o melhor tipo de produto para você.

Como você pôde perceber, tanto o kefir de leite quanto o de água têm vários benefícios à saúde. Portanto, não deixe de considerar a possibilidade de incorporá-lo à sua dieta. Ao seguir as regras apresentadas neste texto, você poderá usufruir de todos os benefícios que esse produto pode oferecer ao seu organismo.

Se você gostou das nossas dicas, curta a nossa página no Facebook e fique por dentro de outros assuntos ligados à saúde!

Compre produtos sem lácteos na OneMarket

  • Vittadely Snack Multicereais Poplev Cacau 50g - Vittadely R$ 6.60
  • Belive Cookies Double Chocolate Gluten Free 34g - Belive R$ 3.90
  • Mais Pura Chips Assados de Batata Doce Pesto Tropical 32g - ... R$ 8.90
  • Belive Snack Batata Doce Sabor Frango Grelhado 35g - Beli... R$ 4.90
  • Carob House Alfarroba com Abacaxi 75g - Carob House R$ 13.25
  • Legurmê Molho Barbecue 330g - Legurmê R$ 19.30
  • Suavipan Bolo Integral Zero Açúcar de Maçã 250g - Suavi... R$ 13.12

Veja outros produtos

Comentários

Comentário

Fechar