Fechar

O que o filme Okja nos mostra sobre o vegetarianismo?

Okja é uma produção do diretor sul-coreano Bong Joon-ho que estreou em 2017 na Netflix. Muito bem avaliado pelo público e pela crítica, tem como tema principal a relação entre os seres humanos e o meio ambiente, notadamente os animais que são criados para o consumo.

Em meio a polêmicas — além do assunto abordado, o longa foi vaiado em Cannes por ter sido lançado em streaming e não nos cinemas, como as estreias tradicionais e dos filmes que competem no festival —, Okja merece ser assistido por sua qualidade e também pela reflexão que provoca sobre temas como o vegetarianismo e o meio ambiente, por exemplo.

Quer saber mais sobre isso? Então, continue a leitura!

Produtos Sem Lactose é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos sem lactose e sem lácteos do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Sem Açúcar é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos sem açucar do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Veganos é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos veganos do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Sem Glúten é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos glúten do país. Encontre Schãr, Aminna, Belive, Casarão e outras marcas que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Conheça a OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos saudáveis do país. Encontre snacks, alimentos a granel, suplementos e outros produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Conhecer
O filme Okja

Um grande conglomerado anuncia um novo animal, uma espécie de superporco que pesa toneladas e vai revolucionar a indústria pecuária, e distribui 23 espécimes entre fazendeiros de vários países para que eles sejam criados durante 10 anos.

Um desses animais é Okja, uma fêmea criada na Coreia do Sul que se torna companheira inseparável de Mikha, a neta do fazendeiro. Passados os 10 anos e contra a vontade da garota, Okja é levada de volta para Nova York, onde vai ser exibida em um programa de TV junto a outros animais da sua espécie a fim de que seja escolhido o melhor deles. Ela vai procriar e ser uma nova fonte de alimento para os humanos.

Então, Mikha se junta a uma organização de ativistas pela causa animal para tentar salvar sua grande amiga.

Okja e o vegetarianismo

Com um forte apelo emocional, é claro que o filme traz à tona a discussão sobre a indústria da carne e o vegetarianismo.

Até que ponto é mais humano criar um animal nas melhores condições se o seu fim será o abate para consumo? Qual é o impacto ambiental da criação de animais para consumo humano? Quais serão as consequências das modificações genéticas promovidas pelas grandes corporações nos animais destinados ao abate? Questões como essas podem surgir enquanto você assiste ao filme e tornarão quase intragável a ideia de se consumir um bife depois da sessão. Talvez você pense até em veganismo!

Além disso, o ativismo ambiental também tem destaque no longa e sua abordagem suscita críticas e reflexões: qualquer tipo de ação é válida para defender os animais?

Okja e a reflexão

Quase um apelo para o vegetarianismo, o filme nos faz refletir mais ainda sobre a hipocrisia que rodeia a relação entre humanos e animais e a ganância por trás da indústria de alimentos processados. No filme, esta última questão é bem caracterizada por gêmeas alucinadas que não conseguem enxergar nada além do lucro, que seria conquistado por meio da produção de carne em altas quantidades e com preço baixo.

Isso pode ser bastante associado à produção de carne, principalmente da carne bovina no Brasil. Para que a carne vermelha chegue nos supermercados é necessário haver latifúndios – grandes espaços de terra usados para criação e consumo de gado. Esses espaços, além de poderem ter funções sociais melhores, como servir aos milhares de sem-terra, é uma das atividades humanas comprovadamente mais poluentes do planeta segundo a ONU.

A produção de alimentos precisará reduzir seu consumo de carne até 2050 para alimentar a população que deve chegar a 10 bilhões de pessoas. Uma alimentação à base de produtos de origem animal, como foi mostrada no filme Okja, coloca os animais em péssimas condições de vida apenas para servirem de alimento para os humanos no final.

A outra opção é a produção de alimentos à base de uma dieta vegetariana ou vegana, que inclui verduras, frutas, hortaliças, grãos, etc. Essa nova produção alimentaria quantidades bem maiores da população mundial. Assim, bateria de frente com a condição de milhares de pessoas passando fome em todo o mundo e o problema de haver muita riqueza concentrada nas mãos de poucas pessoas – em sua maioria empresários responsáveis por esse tipo de produção, que ainda destrói o meio ambiente.

Outros filmes e documentários que trazem essa reflexão

What the Health

É um documentário que fala sobre a relação entre os alimentos e possíveis doenças como câncer e diabetes. Nessa pesquisa, descobre-se como indústrias por trás da produção desses alimentos escondem muitas informações em prol do lucro.

Cowspiracy: The Sustainability Secret

Esse documentário é bastante conhecido no mundo inteiro e evidencia a consequência da pesca e da agropecuária intensiva para o meio ambiente. Além disso, você descobre porque esse tema é pouco discutido entre os ambientalistas.

Live and Let Live

Nesse outro documentário, você encontra informações e depoimentos sobre a relação entre os seres humanos e os animais e a opção de muitos de se tornarem veganos, como é o caso de um ciclista olímpico, o dono de um restaurante e outros casos.

Okja comporta-se como um cachorro que pesa toneladas, tem uma relação de animal de estimação com Mikha e a ideia de abatê-la causa repulsa, em grande parte, por causa desse vínculo. Mas por que a maioria das pessoas não sente a mesma repulsa quando ingere a carne de animais criados como gado? Por que essa distinção entre os animais é feita?

Food Chains

Nesse filme, a essência principal é o respeito como ingrediente maior da cadeia alimentar. Ele mostra como todos estamos interligados nessa cadeia, o que inclui os animais, cultivo do que comemos, etc.

Tyke Elephant Outlaw

Se você sentiu curiosidade sobre a forma como as indústrias lucram com a crueldade com que os animais são tratados e quer entender mais sobre isso, esse documentário fala da fuga de um elefante em Honolulu em 1994, que acabou matando seu treinador na frente de milhares de pessoas e depois morreu baleado ao tentar escapar.

Living on One Dollar

Conforme já mencionamos, a agropecuária intensiva denuncia um problema não só da exploração dos animais, mas também da ganância da indústria, destruição do meio ambiente e miséria de milhares de pessoas. Por isso, esse filme conta a história de alguns amigos que foram passar dois meses no interior da Guatemala e coloca em pauta a extrema pobreza e a cultura do desperdício de alimentos ao redor do mundo.

O desconforto sentido ao assistir o filme Okja pode ser um ponto de partida para repensar seus hábitos e fazer uma escolha alimentar — e de vida — mais saudável e generosa.

Se você gostou do nosso post, deixe um comentário e compartilhe com a gente e os demais leitores a sua opinião sobre o assunto!

Comentários

Comentário

Fechar