Fechar

Minha transição para o universo vegetariano

Muita gente tem dúvidas sobre como se tornar vegetariano ou vegano, ou então porque uma pessoa pararia de comer carne ou produtos de origem animal. Quando se anuncia esta mudança na alimentação, perguntas e críticas surgem junto. Foi o que aconteceu comigo há 8 anos. Decidi parar de comer carne da noite para o dia, literalmente. Meus pais não entenderam nada e não sabiam o que fazer. Eles e pessoas próximas achavam que eu fosse ficar doente, fraca, com deficiência de vitaminas, etc. Não vou dizer que esse período foi fácil (até porque eu amava carne, era sempre minha primeira opção), mas a vontade de virar vegetariana era tão forte dentro de mim que tudo se tornou mais fácil.

A primeira coisa que fiz foi trocar a carne por massa e soja. Engordei e minha imunidade ficou baixa, comecei a ficar gripada com certa frequência, por isso não aconselho que façam o mesmo. O caminho correto é pesquisar sobre a nova alimentação e procurar um nutricionista. Foi o que fiz! Depois disso, tudo melhorou! Eu emagreci e voltei para o meu peso normal, me senti mais forte e disposta. Sem dúvidas, a minha alimentação melhorou muito depois que parei de comer carne.

Nunca fui fã de comer peixe, mas sushi era uma paixão. Eu ia ao restaurante japonês pelo menos duas vezes por semana (sério!), até que em um desses restaurantes fui ao banheiro, que estava ocupado, então fiquei esperando do lado de fora, bem em frente a um aquário. Sempre achei lindos os aquários, aqueles peixinhos coloridos me encantavam! Mas esperando na porta do banheiro, olhando para aqueles peixinhos coloridos dentro do aquário, vendo a movimentação deles, a respiração, o olhar (pode parecer meio louco, mas é verdade), percebi que peixes eram vidas também, e me questionei o motivo de comer essas vidas. Na mesma hora, resolvi não comer mais peixes! Foi difícil, pois o peixe era uma opção prática para quando eu fosse a um restaurante, mas depois de um mês eu já estava adaptada a nova alimentação.

Já o queijo, esse era (e é) a minha maior paixão! Amo lanche com queijo, massa com queijo, salada com queijo, sanduíche com queijo, enfim, tudo com queijo fica bom. Mas, assistindo a um documentário, percebi que o leite vinha do sofrimento de uma vida inteira das vacas. Por que eu precisaria me alimentar disso se existem tantas outras opções veganas para substituir o leite? Seis anos depois de parar de comer carne resolvi parar de comer leite e derivados. Isso já tem quase dois anos e ainda estou me adaptando. O leite, para mim, é o mais difícil, pelo fato de estar em tudo, em um social com amigos, no melhor prato do restaurante, na pizza de domingo à noite, nos irresistíveis doces dos aniversários e casamentos, etc.

Força de vontade, conhecimento, leitura, conversas com pessoas que, de certa forma, nos inspiram são grandes itens colaborativos para que a gente consiga a mudança desejada. Como muitos pensam, ser vegetariano não significa seguir uma dieta diferente e restrita, mas sim ter uma alimentação diferenciada de acordo com seus ideais, é se importar com o próximo, sendo ele um ser humano ou animal, é tratar todos da mesma forma, é acreditar que somos todos iguais. Esta é a minha visão e é o que percebo entre meus amigos vegetarianos e veganos.

E para você, como foi ou está sendo essa mudança na alimentação para o vegetarianismo? Conta aqui nos comentários, vou adorar saber!

naty argalji

Comentários

Comentário

Fechar